segunda-feira, 6 de maio de 2013

Tipos de lã.




A lã é um dos materiais mais tradicionais da vestimenta na história do homem. Os primeiros tricots, segundo a história da vestimenta, têm origem na Pérsia e com os povos que habitavam o norte do continente Africano. Desde lá, a cultura da malha se espalhou pelo Reino Unido, onde tornou-se muito popular entre os pescadores do século XIX. Quer saber mais sobre os tipos de lã e de ponto das malhas?

TIPOS DE LÃ


Cashmere
O nome se refere à região da Caxemira, na Índia, mas hoje os maiores rebanhos de cabras angorá vivem nas montanhas da China e da Mongólia. Cada animal produz de 75 a 90 gramas de lã por ano. Pense que um suéter leva em média 300 gramas. Essa lã é referência de sofisticação, por isso vale o alto investimento.

Merino
A raça de carneiros veio da península Ibérica, e a pelagem longa chama a atenção. Os fios medem de cinco a 10 cm e compõem uma lã fina e macia, comparável ao cashmere. Os ingleses levaram os animais para suas colônias na Austrália e Nova Zelândia, no século XIX, e o preço se tornou mais acessível com a larga oferta.

Alpaca
A lhama e o camelo são primos desse animal, que vive nas montanhas do Peru e do norte da Argentina. Por aqui, o animal é conhecido como vicunha. Os pelos são mais lisos e grossos, o que resulta em uma lã rústica e muito resistente.

Acrílica
A lã sintética não tem a maciez dos fios naturais, mas marcou uma revolução na indústria têxtil. A base é de derivados do petróleo, o que a faz mais durável do que as de ovelha. Outras fibras, como algodão e viscose, são somadas à composição para melhorar o toque do tecido.





TIPOS DE PONTO




Ponto médio
Este ponto é ideal para meia estação, já que permite a passagem de ar. O entrelaçamento mais aberto dá mais volume à peça.

Buclê
O termo que tem origem francesa significa algo como ” encaracolado”. É como um tapete bem macio, visto normalmente nas malhas de lã acrílica.

Ponto Grosso
Este ponto é um dos mais fáceis de reconhecer por fazer peças bem volumosas. Um exemplo claro são as clássicas e tradicionais malhas encorpadas de origem inglesa.

Canelado
Valoriza o corpo com a trama, que forma listras paralelas salientes. As malhas mais ajustadas vestem muito bem.

Ponto Meia
A trama é delicada ao toque, pois os pontos são bem finos e fechados. O cashmere entra nessa categoria quentinha.
Na coleção London 2013 da Dudalina Masculina, há várias opções de pulôveres, cardigans e tricots em diversos pontos e matérias-primas. É possível encontrar suéteres Dudalina em algodão, cashmere, lã, lã merino e, até mesmo, seda. Quanto ao modo de trançar os fios, prevalece o ponto meia e o tricô de gola xale, que tem pontos mais grossos e um trabalhado especial frontal e nas costas. Grande parte dos pulôveres possuem pala interna em Oxford e fita de veludo no pé de gola, que proporciona um acabamento mais fino e conforto no contato com o pescoço. O mais importante é que os tricots da linha Dudalina London 2013 são todos confeccionados com fibra natural, e por isso transpiram bem proporcionando conforto e leveza. Agora que você já sabe mais sobre as lãs e os pontos, qual será sua aposta para este inverno?


Nenhum comentário: